JFTORRES - CRÔNICAS - CONTOS - POESIAS E LIVROS!

"Crer que tudo se sabe é um erro profundo, o próprio horizonte tomar como limites do mundo!" (Victor

Textos

“UM GORÓ DE RESPONSA!”
Você consegue atinar o por que e o significado da frase acima?!
Eu explico... Quer dizer, tentarei explicar!
O autor dessa “pérola”, é alguém que conheço há mais de bons 40 anos, mas, na última conversa que tive consigo, parecia que o mesmo vive em outro mundo, quando o assunto se refere a sua predileção pessoal, por alcoólicos e “outras cositas mais”.
Mas, retornando ao assunto da frase!
Esse meu amigo, muito dedicadamente, ao longo dos anos, de décadas eu diria, até, participa  de uma banda de música, que atua, sem grande reconhecimento, é verdade, no cenário nacional!  Conseguiu alguns cachês de “responsa”, mas, nada comparado ao que ganha um músico conceituado, mesmo porque, seu estilo e seu repertório, andam um pouco limitado e é “outra pegada!”. Não fosse sua dedicação em outro ramo de atividade, que não a música, estaria passando fome!
Certa feita, há muitos anos, chegaram inclusive a tocar no estacionamento externo, de um shopping center, onde conseguiram reunir milhares de pessoas. Todo mundo pensou, inclusive integrantes da banda: “agora vai! Agora decola...” Nem foi e nem decolou.  A banda continuou do mesmo jeito e por muitos anos! Ainda bem que permaneceram unidos, salvo, a saída de um ou outro componente, mas, a base da estrutura da banda, ele e mais um, continuaram juntos e unidos!
Muito bem! De repente, uma empresa fabricante de cerveja de algum fã, (provavelmente) incondicional do grupo, resolveu patrociná-los e ao que verifiquei, resolveu dar nome a três de suas cervejas, homenageando-os nominalmente! (Nome da banda).
Ele, o meu amigo, divulgando a cerveja, o patrocinador e a marca , fez lá o “merchandising!” Para tanto, usou do seguinte refrão: “vai lá gente compre a cerveja tal! É um goró (bebida alcoólica) de responsa!”
Achei curioso  e engraçado a maneira como fez a propaganda! Como se beber cerveja, ou melhor, uma determinada cerveja, (cachaça, aguardente, whisky, rum, tequila, etc) ,“aquela” especificamente, seria uma bebida “digna” de ser tomada, enquanto todas as outras, não são!
Não que eu me importe com bebida alcoólica e nem me incomode com quem bebe ou deixei de beber, por mim, seriam sim, banidas da face da Terra, me refiro a ingenuidade do meu amigo em divulgar algo, que provavelmente vai manter um monte de gente bêbadas, depois, enressacados, enrolados física e mentalmente, etc., e esse “fogo”, essa loucura, não é igual a loucura proporcionada por outras marcas!  Somente a que faz o patrocínio da banda dele, não vai prejudicar o suficiente! É patético! Ridículo!
Mas, aqui entre nós, o meu amigo nunca foi lá de ter firme opinião sobre questões delicadas, ainda mais sobre temas controversos! Quando éramos adolescentes, parou de fumar umas quatro vezes e voltou, beber, então, fumar “baseado”, nem se fala... Ainda mais quando na época o tal de Pepeu Gomes, mandou lá uma frase em uma de suas músicas: “com baseado, você pode fazer quase tudo!” Ele, o meu amigo, acreditou e seguiu à risca!
Já muito recentemente, ele teve a ousadia de perguntar a mim e a um outro amigo se a gente ainda fumava maconha, como na época de adolescência! No que foi rechaçado imediatamente, por nós:  “claro que, não, Ronaldo, para meu!” E ele explicou: “é que de vez em quando ainda fumo!” Nos entreolhamos e balançamos a cabeça: “hum! Hum!”
Não era então de se estranhar que ele, a divulgar seu produto, incluísse a propaganda de uma potencial carga de destrutivo teor alcoólico, como se fosse a coisa mais normal, a coisa mais linda do mundo... podia ter incluído o resto: “oh, gente, um goró de responsa até você conseguir enxergar o caminho de volta para casa, depois, é por sua conta, ok?!”
Jfranck
Enviado por Jfranck em 21/12/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras